Marcha da Família edição 2014

Por mais que se tente relatar, a marcha foi muito autoexplicativa Como pesquisador da ditadura, não poderia me furtar a acompanhar in loco a versão 2014 da Marcha da Família com Deus, realizada neste sábado (22/3) em São Paulo. Em meio a faixas contra o comunismo, camisetas sugerindo o deputado Jair Bolsonaro como presidente e odes ao astrólogo orgânico e professor do grupo, Olavo de Carvalho, o encontro foi um festival de ilações e sofismas.

O encontro inicial, ironicamente em frente à Secretaria Estadual de Educação, na Praça da República, foi um show de horrores na escrita da História do Brasil a partir do que aquelas centenas de pessoas queriam que tivesse acontecido, ou talvez tenha mesmo ocorrido de acordo com seus pesadelos. Defenderam o golpe de 1964 como uma prevenção contra a proximidade de João Goulart com o comunismo, o que estaria acontecendo atualmente com o governo do PT e, portanto, demandaria uma intervenção militar, segundo o grupo, amparada na Constituição de 1988. Continuar lendo

Anúncios

Cadeia não é negócio e preso não é mercadoria!

Por Greg Andrade*

Com os últimos episódios ocorridos no sistema prisional maranhense, a problemática prisional foi novamente trazida à baila. Muito se falou e se escreveu acerca do caos prisional no Maranhão e no restante do País. Até porque prisões como a de Pedrinhas encontramos de leste a oeste do Brasil.

Confesso que como sou um curioso na temática, tudo que chegou às minhas mãos, li, reli e debati. Não foram poucas soluções mirabolantes, fantasiosas, imorais que pude vislumbrar. Li e ouvi comentários que iam desde a pena de morte, até o engodo que é a privatização dos presídios, e é neste particular viés que quero me enveredar. Continuar lendo