Apresentação

A Revista Amplitudes é uma publicação digital para debate inter e multidisciplinar envolvendo as os temas Brasil e as relações internacionais, Processo Político e História do Brasil e Transformações sócio-econômicas brasileiras, particularmente pós-1822. A publicação tem origem na Unidade Curricular (UC) Compreensão da Realidade Brasileira e as Relações Internacionais, oferecida nos cursos de graduação da Escola Paulista de Política, Economia e Negócios (EPPEN) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Conheça aqui o nosso corpo editorial

A Unidade Curricular tem por objetivo analisar a história do país, através da perspectiva dos grandes intervalos históricos de nossa trajetória independente. Mas ao contrário do que pode parecer a princípio, esta não é uma UC de História em seu sentido mais tradicional, a de registro e análise dos fatos, suas razões e consequências. Ao invés, CRB é um campo de interpretação dos problemas brasileiros, em três grandes recortes, de caráter multidisplinar.

O primeiro, “Processo Histórico Brasileiro” (CRB I) analisa os fatos políticos mais relevantes do país, procurando entender as grandes características da formação do Estado nacional e de nossa identidade até a emergência do Brasil de meados do século XX, profundamente marcado por instabilidade política, com disputa entre grupos das elites entre regimes mais autoritários e ou de caráter mais democrático, o que nos levou a ciclos de crescimento do eleitorado por um lado, e regimes profundamente discricionários por outro. Até chegarmos ao momento histórico mais recente, o da redemocratização, em que temas como justiça social, cidadania, governos e as instituições políticas são estudadas dentro de um concepção que valoriza a democracia como tendo valor em si mesma.

O segundo, “Realidade Sócio-Econômica e Política Brasileira” (CRB II), analisa as características sócio-econômicas que marcam o desenvolvimento do capitalismo no país. Em grande medida, os modelos econômicos – do agro-exportador ao industrializante –, as diferentes vertentes do pensamento econômico nacional, entre liberais, socialistas e desenvolvimentistas. Talvez a pergunta central a ser compreendida é porque o Brasil é um país tão concentrado em sua renda e tão desigual em termos sociais e regionais. Mais recentemente, de 1988 para cá, o país tem enfrentado o desafio de reduzir a desigualdade, mas ainda a passos lentos, embora possamos afirmar que, independentemente da estratégia de ação de governo adotada, é uma questão que entrou definitivamente na agenda política do país neste século XXI.

O terceiro, “Compreensão da Realidade Brasileira e as Relações Internacionais” (CRB III), procura abordar a história do país da perspectiva dos temas da política externa. Desde a formação do território nacional e suas fronteiras, até questões importantes que permeiam o pensamento político brasileiro em termos internacionais, como a valorização de relações pacíficas, influência na América do Sul, temas geopolíticos como, por exemplo, a Amazônia e a defesa dos recursos energéticos e da biodiversidade, são analidados por diferentes prismas, próprios de um país grande e complexo como o Brasil.

Anúncios

3 comentários sobre “Apresentação

  1. Bom Dia,
    Gostaria de saber se a revista aceita publicações de alunos da pós do Campus Osasco, acabei de concluir a Especialização em Gestão Pública e elaborei um artigo.

    Desde já agradeço a atenção

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s